Ferramenta_1_FerroSoldar

O ferro de soldar é uma ferramenta manual usada para soldar. Trata-se de uma ferramenta fundamental para fazer ou reparar circuitos eletrónicos.
É composto por um elemento que aquece e que permite derreter um material - a solda - que possibilita juntar dois componentes.
Existem alguns tipos de ferros de soldar que são usados para diferentes fins:

  • Ferro simples
  • Ferro sem fio
  • Ferro com temperatura ajustável
  • Estação de soldadura
  • Pinças de Soldar

O ferro simples com uma capacidade de 20 a 40 Watts é habitualmente usado em trabalhos de eletrónica. Este tipo de ferros permite atingir temperaturas na ordem dos 200o.C
A esta temperatura a solda consegue derreter e juntar-se aos outros elementos para formar uma ligação solida.

Os ferros sem fio são tipicamente aquecidos através de uma bateria ou através de gás butano. São usados quando não é possível ter eletricidade no local onde se pretende fazer a soldadura. Têm o inconveniente de não serem passiveis de ser regulados da mesma forma que os outros ferros.
Tipicamente atingem temperaturas superiores às dos ferros convencionais e como tal não são tão usados para a eletrónica.

Os ferros com temperatura controlada são idênticos aos ferros simples tendo no entanto um elemento que permite sentir a temperatura e regulá-la para a manter estável.

A estação de soldadura tem as vantagens de se ter um maior controle sobre a temperatura. Existem algumas estações de soldadura que têm um sistema de dessoldadura com uma bomba de vácuo que permite a dessoldagem de componentes de forma eficiente.

Por fim as pinças de Soldar são usadas tipicamente para soldar componentes SMD (surface-Mount) com dois terminais. Existem tanto as normais como as que são controladas por uma estação de soldadura.

Nos ferros existem diferentes pontas que podem ser usadas em função do trabalho que se pretende. Tipicamente para soldar componentes eletrónicos usa-se uma ponta de lápis (tem a ver com o formato arredondado e estreito).
Este tipo de forma de ponta permite aumentar a precisão do ponto onde se pretende aplicar o calor. Existem também pontas de diversos materiais como porcelana ou ferro, sendo alguns mais robustos que outros.

Dica

Tipicamente as pontas dos ferros de soldar são de cobre electrolítico, cobertas por um banho (que não é só estanho) que protege e ajuda a soldar, a utilização do fluxo e outros componentes agressivos, contribuem para a oxidação deste banho protetor, que em condições normais deve durar o tempo de vida da ponta, esta sim é que se vai desgastando por debaixo do banho protetor. O químico que pode ser usado para ajudar na soldadura é o “Pez-Louro” (resina de pinheiro), utilizado desde tempos “imemoriais” na arte da latoaria, por não ser ácido tem a vantagem de não corroer nenhum dos intervenientes na soldadura.
O “inconveniente” (mau aspeto à vista) com a sua utilização é o resíduo negro resultante do aquecimento durante a soldadura e que fica depositado na ponta de soldar, mas que sai sem esforço, quando esfregado a um papel ou pano de preferência húmido.

Solda

Ferramenta_2_Solda

A solda é uma liga metálica composta por dois metais.
A chamada solda de chumbo é tipicamente composta por 60% de Estanho e 40% de Chumbo (Sn60Pb40). Tem um ponto de fusão nos 183º C.
Existe também a solda de chumbo com 63% de Estanho e 37% de Chumbo (Sn63Pb37). Estas são ambas usadas para a soldadura de componentes eletrónicos.

A solda para soldar componentes deve ser fina e deve ter entre 0,5mm e 0,8mm.

Existe atualmente a solda sem chumbo que é obrigatória de uso na União Europeia, no entanto as ligas usadas tipicamente têm um ponto de fusão 5 a 20º superior ao da Solda com Chumbo dificultando o uso de ferros convencionais para este tipo de solda.
É mais difícil a utilização deste tipo de soldas para a soldadura de componentes eletrónicos manualmente daí se recomendar a utilização da Solda com Chumbo juntamente com um sistema de extração de fumos. Pode construir um a partir deste modelo.

Fita de Dessoldadura

Ferramenta_3_Solder_Wick

Também chamada por “Solder Wick” esta fita composta por fios finos de Cobre permite remover a solda de uma soldadura.
Permite ajudar no processo de soldagem de componentes SMD também removendo a solda em excesso.

Esfregão de metal

Este permite limpar a ponta do ferro de soldar para que os resíduos de solda e de materiais derretidos saiam.
Permite que a ponta do ferro atinja temperaturas mais altas.

Em alternativa pode ser usada uma esponja molhada que também permite eliminar os detritos da ponta do ferro.

Bomba de Dessoldadura de Vácuo

Ferramenta_5_Desoldering-Pump

Trata-se de uma bomba que permite chupar a solda.
O modo de utilização é aquecer a solda (se for de uma placa com solda RoHS juntar um pouco de solda para ajudar no processo) e depois encostar a ponta da bomba e carregar no botão.
Este tipo de equipamento permite remover a solda em excesso ou por completo. Poderá ter que ser usada múltiplas vezes.

Óculos de Proteção

Uma vez que podem saltar elementos a alta temperatura, deverá ser usada uma proteção dos olhos sempre que possível.

Braços articulados

Ferramenta_7_helpHand

Por vezes quando nos encontramos a soldar torna-se difícil segurar nos vários componentes e na solda e no ferro ao mesmo tempo.
Por isso existem os braços articulados também designados por “Helping Hands”. Este modelo é um destes equipamentos.

Para mais informações:

Related Content